fbpx

Como a logística de e-commerce difere da logística física

Você sabe como a logística de e-commerce difere das operações de lojas físicas? Enquanto a logística de e-commerce se concentra em levar os produtos à casa do cliente, a logística física se concentra em levar os produtos às lojas.

E dentro desses processos podemos diferenciar as seguintes operações:

1. Número de destinos finais

As lojas de e-commerce podem enviar seus pacotes para bilhões de endereços de consumidores em todo o mundo, enquanto as empresas físicas estão mais focadas na distribuição para lojas ou atacadistas.

2. Tamanho das remessas e volume do pedido

As remessas para lojas físicas podem conter centenas de itens que são enviados para um destino em paletes por meio de frete. Muitas lojas de e-commerce enviam pedidos contendo de um a vários itens, principalmente por pacote, para muitos clientes diferentes.

Recolha na loja vs. entrega ao domicílio

Empresas físicas mais estabelecidas, estão adotando o uso de suas lojas como centros de atendimento. Da mesma forma, os locais de varejo podem oferecer mais flexibilidade aos clientes na forma de retirada na loja ou na calçada. Obviamente, a logística de e-commerce oferece a maior comodidade, entregando diretamente ao consumidor.

O que é necessário para se destacar em logística de e-commerce?

Para se destacar em logística de comércio eletrônico, sua rede de logística precisa ser eficiente. Isso incorpora uma combinação de tecnologia, recursos e práticas recomendadas projetadas para ajudá-lo a dimensionar conforme seu negócio cresce.

Inventário distribuído

Manter todo o seu estoque em um local pode economizar dinheiro no curto prazo, mas pode ser mais caro no longo prazo e conforme você cresce devido ao funcionamento das zonas de envio.

Diferenças estruturais entre
e-commerce e Lojas físicas

A estrutura física necessária para colocar em funcionamento uma loja virtual e uma loja física é muito diferente, para que uma loja física funcione é preciso construir um espaço para receber os clientes e apresentar os produtos oferecidos por sua empresa.

Além de estoque para armazenamento, e necessário oferecer um estacionamento para os clientes  ou ter o serviço prestado próximo, aumentando os custos da manutenção de sua estrutura física.

Já o e-commerce apenas o espaço para o armazenamento dos produtos necessário, gerando mais economia e praticidade uma vez que seus clientes terão acesso aos produtos e às informações referentes a eles diretamente em seu site.

Além de possuir diferenças significativas na estrutura física, as formas de atendimento de um e-commerce e de uma loja física também são diferentes. Em uma loja física é necessário ter a colaboração humana como atendentes, seguranças e caixas em alguns casos é necessário contratar funcionários apenas para o atendimento pós-venda, solucionando problemas de clientes que já realizaram suas compras, aumentando os custos do negócio.

No e-commerce, a presença de um vendedor não é uma necessidade, uma vez que todas as informações sobre o produto estão ao alcance do cliente, através da sua página ou site. Havendo necessidade de tirar dúvidas e de resolver reclamações, é possível automatizar o atendimento, oferecendo respostas sem a interação com outra pessoa. Até mesmo quando o atendimento individual é indispensável, um único profissional pode atender vários clientes ao mesmo tempo, aumentando a eficiência no atendimento. Outra diferença entre as lojas físicas e o e-commerce está no horário de atendimento.

Lojas físicas si limitam ao horário de funcionamento do estabelecimento ao horário comercial, principalmente levando os custos gerados pelas horas extras e pelo adicional noturno. Em uma loja virtual não existe esse problema pode-se realizar vendas e gerar lucros 24h por dia, permitindo que o cliente escolha o melhor horário para fechar negócio.

Outro detalhe importante que diferencia as lojas virtuais e e-commerce são as preocupações com a logística que envolve a entrega dos produtos. Afinal, em uma loja física existe a possibilidade de que o cliente leve o produto assim que finaliza a compra, eliminando qualquer custo na entrega dos itens.

Por outro lado, no e-commerce, a compra só é finalizada no momento que seu cliente recebe o produto. Por isso, é preciso garantir que todo o processo de entrega seja de qualidade o que envolve a contratação de prestadores de serviços confiáveis, que cumpram os prazos estabelecidos e garantam a integridade de seus produtos. No e-commerce também deve se preocupar com o processo de logística reversa, essencial para casos de desistência de compra e para a troca de produtos. Isso pode gerar custos muito altos para a manutenção de um e-commerce e deve ser levado em consideração no desenvolvimento do negócio.

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email