Logística CKD e Desconsolidação de Importados

Oferecemos soluções completas para logística CKD (Completely Knock-Down) e SKD (Semi Knock-Down). Possuímos equipe com muita experiência no desenvolvimento de embalagens one way ou retornáveis garantindo a melhor ocupação do container e a integridade dos materiais exportados.

Fornecemos embalagens fumigadas conforme legislação de exportação. O embalamento das peças pode ser realizado nas instalações dos clientes ou nos sites da MTC Log. Preparamos toda a documentação de exportação e operamos segundo normas OEA (Operador Econômico Autorizado).

Realizamos também a desconsolidação de material importado: retiramos os produtos dos containers, armazenamos e abastecemos a produção de nossos clientes na medida de sua necessidade.

O processo CKD (completamente desmontado) consiste em enviar um veículo completo desmontado para ser finalizado no país onde será vendido. O termo CKD é caracterizado pelo baixo volume de produção de veículos com custos reduzidos, pequenos investimentos e poucos variantes na montagem.

O CKD é um sistema muito comum na indústria automotivo, onde os veículos são transportados em partes embalados e transportados em kits ou part by part; que incluem diversas peças, entre elas peças make (estampadas, motor, câmbio etc.) e buy (componentes em geral).

Projetos CKD são um excelente negócio tanto para a planta exportadora quanto para a receptora. Para quem exporta, os kits visam o ganho de escala das empresas, uma vez que são produzidos maior número de peças neste mesmo centro de produção, além de ser mais uma fonte de receita em moeda forte (Dólar ou Euro).

No país de destino a montadora obtém benefícios fiscais, uma vez que gera empregos, ao contrário dos veículos importados já montados. Além disso os investimentos necessários para a produção do veículo são tremendamente reduzidos, como exemplo estamparia, fundição, injeção e cabine de pintura (quando as peças já são fornecidas pintadas). Outro benefício é a redução no prazo de lançamento de um novo veículo pois não é necessário desenvolver fornecedores locais de peças e maquinários de produção.

Devido à exatidão de peças enviadas, este processo exige grande controle de inúmeros quesitos tais como controle de embalagens, manuseio, transporte e armazenagem de materiais, para que haja a manutenção da qualidade do produto e a continuidade da produção.

Mas nem tudo é desmontável, muitas empresas utilizam o processo apenas em parte de sua produção, no chamado SKD, ou parcialmente desmontado. Nesse sistema os veículos são transportados parcialmente desmontados, como o exemplo de um carro cuja carroceria já se encontra finalizada e pronta para o transporte. Neste caso, a carroceira tem que ser transportada inteira, pois não há uma maneira de desmontá-la para o transporte, porém as outras partes podem ser enviadas através de kits para a montagem posterior.

Nesse sistema tem-se um processo de produção mais simples quando comparado ao CKD, visto que envolve menores investimentos.